quarta-feira, 6 de abril de 2011

Abaixo a Felicidade

CARDOSO
“...um dia desses, eu separo um tempinho e ponho em dia todos os choros que não tenho tido tempo de chorar...”
Incrível como passamos a maior parte de nossas vidas em filas. Aonde quer que você vá, vai encontrar uma fila. Tem fila pra tudo, uma espécie de doença contagiosa. Mas na verdade não estou interessado na doença e sim na cura que eu mesmo inventei, descobri.
Qual é mesmo aquela palavra... que, de tempero de comida virou acessório de carro, que tem tudo a ver com financiamento bancário? Ah! A tal Felicidade... É isso, ela mesma. Já explico. Uma de nossas grandes preocupações consiste em ter uma vida longa, cheia de felicidade. Deus nos livre morrer cedo!
Em função de melhorar a nossa vida trabalhamos, estudamos, enfrentamos filas, sofremos de cansaço, mal estar, stress. E daí? Nada que um bom plano de saúde não garanta.
Velho sacana eu, hein. Encontrei enfim, a grande causa do mal-estar (pos)moderno, que tem nos levado à fila, inclusive da morte. Bendita felicidade, mesmo que invisível, invivível, sei lá. Coloca-nos pra correr, trabalhar tanto, cansados ou não. Saber que o stress, tadinho, pagava a conta sozinho.
A felicidade tem sido cara. Nem pra sofrer temos tempo mais. A tal farsa da felicidade esconde nossa dor. De hoje em diante, abaixo a felicidade... Vamos resolver os problemas, pela causa deles..

Consulte-nos!

(E você pode receber mais conselhos, agendando um horário, porque sem agendar jamais poderemos lhe atender. A agenda é fundamental. Nada funciona nos dias de hoje sem agenda. Ah, e infelizmente não poderemos nos responsabilizar por possíveis filas de espera.)

5 comentários:

Renato Hemesath disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renato Hemesath disse...

Muito bem abordado! hehe
A felicidade, torna-se cada vez mais, nociva. É nociva para tantos, e estas buscas frenéticas são desapercebidas por tantos!
Ótimo texto!
Um abraço
www.cinefreud.com

NILSOIEGGLI disse...

Muito bem garoto. teu senso critico está cada dia melhor, parabéns. mas em minha opinião filas, propagandas, e outros são as formas de vendar nossos olhos para a vida. "encher" nossa cabeça de informações e regras inuteis, para que não tenhamos tempo para criticar e ser feliz.

Abraço guri.

barbaragoes disse...

legal... nem pra sofrer temos mais tempo!!! é verdade

laisly brito disse...

vou deixar no final, quem sabe dar tempo de ler! rs.